sábado, 22 de junho de 2013

A ROSA DO ANJOS






Ó Rosa que no Céu estás plantada,
Rosa alva dos meus sonhos arrancada.
Tens a cor da bela nuvem em claro dia,
Perfumando os céus azuis da Fantasia.

Ó Rosa santa, das flores mor-rainha,
Tu perfumaste o jardim da vida minha.
Triste Flor na primavera colhida
Por quem de inveja me roubou a fé na vida.

Etérea Flor, se sem querer foi que partiste,
Foge do teu anjo guardião nalgum descuido.
Quem te quer mais que o Céu na Terra existe.

Que a levassem nada fiz por merecer.
Vem, Flor nívea, derramar teu santo fluido,
No jardim que sem teu pólem vai morrer

3 comentários:

  1. parabéns pela sua primeira postagem
    fique a vontade esse blog também é seu

    ResponderExcluir
  2. Sou suspeito para falar de poesia. Abraços...

    ResponderExcluir
  3. Muito bom, parabéns! Também tenho um blog em que publico textos! Passa lá, adorei o blog!

    ResponderExcluir

Bem vindo e obrigado pelo seu comentário